segunda-feira, 19 de maio de 2008

PROVÉRBIOS DO MÊS DE MAIO



  • MAIO pardo e ventoso faz o ano formoso.

  • Uma água de MAIO e três de Abril valem por mil.

  • Tantos dias de geada terá MAIO, quantas as vezes de nevoeiro teve Janeiro.


  • MAIO couveiro não é vinhateiro.


  • MAIO hortelão, muita palha e pouco grão.


  • Quem em MAIO não merenda aos finados se encomenda.


  • Quem em MAIO não relva não tem pão nem erva.


  • Em MAIO, comem-se as cerejas ao borralho.


  • MAIO que não der trovoada, não dá coisa estimada.


  • Guarda pão em MAIO, lenha em Abril e o melhor tição para o S. João.


  • Sardinha de MAIO não vale um zangaio.


  • Não há luar como o de MAIO, mas lá virá Agosto que lhe dará no rosto


  • Quem em Abril não varre a eira e em MAIO não rega a leira anda todo o ano em canseira.


  • Mês de MAIO, mês das flores, mês dos amores.


  • Quando MAIO chegar, quem não lavrou tem de lavrar.


  • MAIO jardineiro enche o celeiro.


  • MAIO frio, Junho quente, bom pão, vinho valente.


  • A melhor cepa, MAIO a deita.


  • As favas, MAIO as dá, MAIO as leva.

    Daniela e Sara, 6ºB

Sem comentários: