sábado, 3 de maio de 2008

VISITA de ESTUDO ao PORTO LIBERAL e ROMÂNTICO - 6ºD e B

No dia 16 de Abril de 2008, as turmas do 6ºD e B realizaram uma visita de estudo ao Porto Liberal e Romântico.
A visita iniciou-se na Praça da República, antigamente chamada Largo de Santo Ovídio, local onde se iniciou a Revolução Liberal de 1820.
Observámos o estilo neogótico da Capela dos Pestanas, no cimo da Rua do Almada e registámos no nosso guião alguns pormenores da capela: a torre, a rosácea, os vitrais e os arcos quebrados.
Parámos em frente à fachada da Igreja da
Trindade, de estilo neoclássico, da autoria do arquitecto Carlos Amarante.
Em seguida, contemplámos a fachada da Câmara Municipal do Porto, do arquitecto Barry Parker, e a estátua do grande escritor oitocentista Almeida Garrett.

Descemos a Avenida da Liberdade aproveitando para observar os candeeiros, imitação do séc. XIX, as fachadas dos imensos edifícios de final do séc. XIX ou do séc. XX.
Chegámos à estátua de D. Pedro IV. Relembrámos o seu papel na Guerra Civil de 1832-34.
Aproveitámos para descansar um pouco no McDonald’s da Avenida e conhecermos um local onde, outrora, importantes personalidades da cidade confraternizavam.
Visualizámos a Ru
a 31 de Janeiro e a Igreja dos Congregados.
A seguir, visitámos a Estação de S. Bento, onde pudemos observar azulejos historiados, que contam momentos significativos da história da cidade o Porto.
Descemos a Rua Mouzinho da Silveira, passando por uma fonte importante de abastecimento de água potável, em oitocentos.
Chegámos ao Mercado Ferreira Borges e, nesse local, registámos pormenores da sua fachada, já que o edifício pertence à Arquitectura do Ferro.
Passámos ao lado do edifício da Feitoria Inglesa, estilo neoclássico de autoria de John Whitehead e descemos até à
Praça da Ribeira. Aí, observámos o rio Douro e os pilares da Ponte Pênsil, o baixo-relevo comemorativo do desastre da Ponte das Barcas e a ponte D. Luís I.
Fomos almoçar ao Palácio de Cristal.
De tarde, visitámos o Museu Romântico e fizemos um peddy-paper, em grupo, ao descer pelos Caminhos Românticos. Esta actividade teve a colaboração da Dr.ª Isabel Andrade do Serviço Educativo dos Museus do Porto.
Aqui, desenhámos estes belíssimos candeeiros do séc. XIX, feitos em ferro fundido nas fundições de Massarelos.

Tivemos a oportunidade de visitar a Igreja do Corpo Santo, do séc. XVIII, ricamente de
corada em talha dourada de estilo joanino. Gostámos de ver o relicário de S. Telmo, que guardava um bocadinho de osso do pé do santo.
Depois, fomos ver os baixos-relevos do Frigorífico de Massarelos, importante local de conservação e distribuição de peixe no séc. XIX.
Terminámos a nossa visita no Museu do Carro Eléctrico onde vimos o carroção e o americano.
Regressámos muito divertidos à escola.

Os alunos do 6ºD

1 comentário:

O Corguinhas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.