domingo, 14 de junho de 2009

VII ENCONTRO/CONVÍVIO DE ALUNOS DE E.M.R.C.,

No passado dia vinte e nove de Maio de dois mil e nove realizou-se o VII Encontro/Convívio de alunos de E.M.R.C., da Diocese do Porto, no qual participou a nossa Escola, com noventa alunos, todos eles pertencentes ao oitavo ano da escolaridade. O professor Alfredo Vasconcelos foi o responsável pela actividade e contou com a colaboração dos professores Raúl Bastos, Denise Ramos, Marta Marques, Maria do Céu Brandão e Jorge Mesquita.
Os alunos partiram da Escola às oito horas e trinta minutos e chegaram ao Parque da Cidade por volta das nove horas e trinta minutos. O dia foi preenchido com diversas actividades, logo após à apresentação de cada escola, junto do palco. A saber: provas de dança; concurso de bandeiras; concerto musical; palestra do Senhor Bispo do Porto D. Manuel Clemente e outras actividades no palco e no parque. Finalmente, os alunos chegaram à Escola por volta das dezassete horas.
Este encontro/convívio teve como objectivo fundamental promover os valores da amizade, do convívio, da fraternidade e da partilha. Penso que foram plenamente atingidos, graças ao civismo e à responsabilidade dos nossos alunos. Estes revelaram um comportamento digno de louvor, uma pontualidade francamente positiva, o que só pode deixar os professores e a própria Escola orgulhosos deles. Daí que, a avaliação, que os professores de E.M.R.C. fizeram da visita, foi bastante positiva, já que, deu para observar que muitos dos valores propostos pela disciplina foram evidenciados pelos nossos jovens. Num tempo, em que se têm tecido tantas críticas aos mesmos, será bom reconhecer que existem neles valores que nos devem deixar esperançados em relação ao futuro.
A grande multidão, que compôs e embelezou ainda mais o já de si belo Parque da Cidade, era constituída por cerca de quinze mil jovens de toda a Diocese do Porto que, como já disse, fizeram daquele dia uma ocasião única de salutar convívio e de lazer.
O aspecto negativo que poderemos registar e que, até nem foi por culpa dos alunos da nossa escola, já que, estes recolheram todos os resíduos sólidos que foram abandonando ao longo do dia, foi o da grande quantidade de lixo que cobria o Parque da Cidade. Não existiam condições no Parque, para a recolha do mesmo.
Ao contrário do que sucedeu em anos anteriores, as condições de segurança e a proibição da saída dos alunos do Parque não se fizeram sentir. Felizmente, os alunos da nossa Escola tiveram um comportamento exemplar, no entanto, verificamos que, discentes de outras escolas saiam quando queriam, sem obstáculos, na presença da Polícia de Segurança Pública. Isto não poderá voltar a acontecer, por ser uma situação que é impossível, aos professores, controlar. Ainda bem que tudo correu da melhor forma.

O Representante de E. M. R. C.
Alfredo Vasconcelos

Sem comentários: